Convulsões daqueles que escolhem o caminho estreito.

3
234

Jesus uma vez mencionou que o caminho estreito é o que leva a vida, e são poucos o que escolhem trilhar esse caminho. Essa palavra faz todo sentindo hoje em um tempo em que escolhemos a distância. Até porque evitamos o estreito, é algo que incomoda. Mas por que Jesus menciona que nos caminhos estreitos é o que leva para vida?

Eu estou nessa com Jesus quando nessa afirmativa que o caminho estreito nos leva para vida. Sugiro repensar a teologia, não como prepotência nossa, mas como preferência de uma teologia palpável. Ninguém fala Deus a parti dos céus, discutimos sobre ele por causa da sua encarnação humana, um ser palpável, visível, disponível e acessível.

Por essa escolha requer de nós uma inclinação ao outro e se encantar com a pluralidade que nos espera, e mergulhando nessa pluralidade, então, descobriremos o Cristo que existe no outro. Uma observação que pode mudar todo a sua imagética, à palavra Cristo significa aquele que foi ungido a uma causa especial. Percebe agora quantos Cristos passam por nós todos os dias?

Então, escolhemos o caminho estreito. Cada um de nós é convidado (a), a partir da nossa humanidade, a nos aproximarmos do outro, e fazer o caminho em conjunto quem sabe se esbarrando, e celebrar a vida em comunhão, se esvaziamos dos preconceitos e aceitando como outro realmente é. O sentindo da vida está na presença do próximo.

Os valores que são agregados na fala de Jesus aproximam os diferentes e fazem com que as discordâncias no mundo de crenças deem as mãos e caminham lado a lado. O Roberto Diamanso em sua poesia Encontro define essa trajetória ao outro, com outro e para outro de uma forma espetacular.

Um nó, dois nós
Eu, mais um ou mais, um ser simplesmente
O eu poético do verdadeiro encontro
Nó, no plural, nós
Se o nó é na garganta e um de nós aflito
O outro sossegado, erudito, tem o antídoto
E assim, sucessiva, alternada
E alternativamente, Amigos
Do saber, no lazer, no ócio e no labor
Buscando o equilíbrio, temperante
Dás-me que dou todo meu ser
Todo meu querer ser
Todo ouvido, havendo ouvido
E por seus conteúdos movido
Cada indivíduo vai e ver vir ávido dizer
Conte comigo!
Práxis edificante

E quando isso acontece no caminho estreito que nos empurra a esbarramos no outro, os encontros são verdadeiros e amorosos e milagrosamente contemplamos a face do Cristo e então, vivemos.

3 COMENTÁRIOS

  1. Acredito que o nosso próprio valor é medido pelo valor que damos aos outros.
    E se quisermos andar com Cristo por seu caminho precisamos ser semelhantes a Ele que é mais do que tudo, amor e doação.
    Através deste testemunho todos reconhecerão que sois meus discípulos se tiverdes amor uns pelos outros JOÃO 13:35

  2. Achei o texto bem tranquilo, da mesma forma que a mensagem passa. Simples e pode alcançar todas as pessoas (Isso é mega importante quando o tema é “o outro” as pluralidades e o ser singular) Essa visão é incrível ! Acho lindo esse caminho estreito mas que aproxima ❤

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui